Poesia de uma criança angolana

06 Jun de 2010

Tema: A Beleza na Diversidade
Poema da criança negra
(Escrito por uma criança Angolana)

Quando eu nasci, era Preto;
Quando cresci, era Preto;
Quando pego sol, fico Preto
Quando sinto frio, continuo Preto
Quando estou assustado, também fico Preto.
Quando estou doente, Preto;
E, quando eu morrer, continuarei preto!

E você, cara Branco,
Quando nasce, você é Rosa;
Quando cresce, você é Branco;
Quando você pega sol, fica Vermelho;
Quando sente frio, você fica Roxo;
Quando você se assusta fica Amarelo;
Quando está doente, fica Verde;
Quando você morrer, você ficará Cinzento.

E você vem me chamar de Homem de Cor??!!

Artigos Relacionados

1 Comentário

    Célia 8 de junho de 2010 às 23:55

    Amei o poema… vou trabalhar amanhã com o 5º ano- Aproveitando o projeto da Copa. Parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*
*

mautic is open source marketing automation