Poemas Dia do livro

16 Abr de 2009

Um livro

Elias José

Um livro
É uma beleza,
É uma caixa mágica
Só de surpresas!

Um Livro
parece mudo…
Mas nele a gente
descobre tudo!

Um livro tem asas,
longas e leves…
que de repente,
levam a gente,
longe, longe…

Um livro
é parque de diversões:
cheios de sonhos coloridos,
cheio de doces sortidos,
cheio de luzes e balões…

Um livro…
É uma floresta
com folhas e flores
e bichos e cores,
é mesmo uma festa!
Um navio pirata no mar,
um foguete perdido no ar,
é amigo é companheiro!



MEU LIVRINHO

Este livrinho tão querido,
que hoje vamos receber…
É um prêmio para todos,
Que aprederam logo a ler!

Ó livrinho abençoado,
Fonte de luz e saber…
Para mim és um tesouro,
Pois agora já sei ler…

Meu livrinho tão amigo,
Vou guarda-te com carinho…
Quero ver-te sempre, sempre,
Mesmo quando eu for velhinho!


Emília, a boneca gente
(Baby Consuelo/Pepeu Gome)
De uma caixa de costura
pano, linha e agulha
nasceu uma menina valente
Emília, a boneca gente.
No primeiro dia de vida
era toda desengonçada.
Ficar em pé não podia, caía
Não conseguia nada
Emília…
Mas a partir do momento
Que aprendeu a andar
Emília tomou uma pílula,
e tagarelou, tagarelou a falar.
É uma boneca de pano
mas pensa como ser humano
Esperta e atrevida
é uma maravilha!
Emília, Emília!
Para cada estória
ela tem um plano
Inventa mil idéias
não entra pelo cano
Ah! Essa boneca é uma maravilha!

Artigos Relacionados

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*
*

mautic is open source marketing automation