Pesquise - Não use acento nas palavras para pesquisar

Custom Search

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

facebook 1 blogger

Moldes para decoração da sala de aula

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Oieeee!!! Tudo bem amores???

Vim compartilhar com vocês alguns moldes super fofos para vocês usarem na decoração da sua sala de aula para este ano de 2017... achei uma fofura estas crianças!!! A dica é fazer os moldes em papel, eva ou até mesmo passar o molde para a parede e desenhar com pincel atômico... e depois colorir com canetinha... fica a dica para fazer uma aula com a turminha com esta atividade!!!

As imagens são bem grandes, clique para ampliar!!!


Espero que curtam muito!!! Deixe um comentário!!!

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 3 blogger

Planejamento Anual para Jardim - 4 a 5 anos

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

A criança com quatro, cinco ou seis anos vai experimentar muitas coisas pela primeira vez: a escrita do próprio nome, o resultado da mistura de tintas. É nesta fase que lemos a primeira palavra, perdemos o primeiro dente... Este planejamento vai te ajudar a trabalhar com esta turminha super curiosa e atenta a cada detalhe, confira abaixo!

Este Planejamento tem por objetivo somente te nortear sobre as atividades realizadas durante o ano com as turmas de Jardim I e Jardim II, podendo ser adaptadas para cada idade...

PORTUGUÊS E LINGUAGEM - OBJETIVO
Ampliar a coordenação viso-motora, na busca do desenvolvimento integral da criança.
Desenvolver vocabulário, linguagem e a comunicação entre os alunos.
Reconhecer, ler e escrever vogais encontros vocálicos e o alfabeto.
Desenvolver interesse e atenção por músicas, leitura, histórias e escrita.
Preparar o aluno para que fique apto ao processo de alfabetização no Pré – 3º Estágio.
Iniciação as famílias silábicas.

CONTEÚDO
Período Preparatório: traçar linhas (retas, curvas, sinuosas e mistas), desenho livre, labirinto, pintura, recorte, colagem, pontilhado, atividade gráficas e no caderno pedagógico, etc.
Estudo das vogais: reconhecer, ler, traçar e escrever as vogais.
Encontros Vocálicos: identificar, ler e escrever, palavras formadas apenas por encontros vocálicos.
Estudo do Alfabeto: identificar visual e auditivamente as letras do alfabeto, cobrir e copiar as letras maiúsculas e minúsculas (de imprensa e cursiva).
Famílias Silábicas: proporcionar aos alunos atividades referentes as famílias silábicas, de forma natural e espontânea, pois terão continuidade no Pré – 3º Estágio.

ESTRATÉGIA
Utilizar: caderno, atividades gráficas, desenho, pintura colagem, recorte e o material escolar.
Confeccionar cartazes, murais, parlendas, poesias e etc.
Histórias, músicas, vídeo e livros.
Atividades com sucatas (ex: embalagens).
Jogos, brincadeiras e material pedagógico.

AVALIAÇÃO
Avaliação contínua e diária através da participação, interesse e execução das atividades feita pelos alunos.
Correção das lições e atividades.
Verificação da aprendizagem: leitura, identificação e assimilação das atividades, exercícios gráficos.

MATEMÁTICA - OBJETIVO
Desenvolver e ampliar os conceitos matemáticos para que os alunos possam executar as atividades propostas com interesse, atenção e principalmente que ocorra assimilação e aprendizagem.
Identificar números, cores, formas geométricas, medidas, etc.
Desenvolver raciocínio lógico-matemático.
Desenvolver o processo de adição.

CONTEÚDO
Estruturas Lógicas: discriminação: semelhanças e diferenças; conjuntos; identificação/comparação.
Numerais: revisão dos números (0 até 9), idéia de unidade, número 0 (zero), unidade e dezena, idéia de ordinal, números de 0 até 20, quantidades: igual/diferente, mais/menos, cheio/vazio.
Operação com Números: adição: total até 9.
Espaço e forma: traçado de linhas: curvas (aberto/fechado), posicionamento: frente/ atrás, em cima/embaixo, dentro/fora, longe/perto, primeiro/último, direita/esquerda; identificação de figuras geométricas (círculo, triângulo, retângulo, quadrado).
Medidas: tamanho: maior/menos, grande/pequeno; espessura: grosso/fino, largo/estreito.
Fração: inteiro/metade.

ESTRATÉGIA
Utilizar: figuras, desenhos, cartazes, lousa, material escolar, caderno quadriculado, atividades gráficas.
Confeccionar: cartazes, murais, fichas, números.
Recorte, colagem e pintura.
Atividade com sucatas.
Músicas e histórias.
Jogos, brincadeiras e material pedagógico.

AVALIAÇÃO
Avaliação através das atividades realizadas pelos alunos e correções das lições, sempre verificando a participação, interesse e aprendizagem.
Avaliação contínua e diária desenvolvendo raciocínio lógico-matemático.

ARTES PLÁSTICAS - OBJETIVO
Desenvolver a potencialidade criadora de cada aluno, respeitando suas naturais limitações.
Desenvolver habilidades e formas próprias desenhando, pintando, construindo e modelando.
Desenvolver o domínio de técnicas, instrumentos e procedimentos expressivos.
Desenvolver a habilidade de discriminar cor, forma, dimensão, espaço, harmonia.

CONTEÚDO
Desenho.
Pintura.
Impressão.
Recorte.
Alinhavo.
Tapeçaria.
Colagem.
Modelagem.
Dobradura.
Montagem.
Construção.

ESTRATÉGIA
Atividades gráficas como desenhos, para pintura, recorte e colagem.
Tinta, pincel, cola, tesoura, papel de diferentes tipos, formas e cores.
Revista, jornal e sucata.
Barbante, lã, linhas, madeira, argila, algodão, gesso, garrafa, etc.

AVALIAÇÃO
Avaliação será continua e diária através dos trabalhos e atividades realizados pelos alunos, com a finalidade de desenvolver: criatividade, interesse, espontaneidades, auto-estima, capricho, atenção, curiosidade, raciocínio, cooperação, companheirismo e a motivação.

CIÊNCIAS - OBJETIVO
Identificar as diversas partes do corpo e suas funções.
Formar bons hábitos de higiene e saúde.
Identificar o valor nutritivo e a procedências dos alimentos.
Identificar e observar o processo de germinação e crescimento das plantas.
Identificar, distinguir e caracterizar os animais.
Desenvolver habilidades como: observação, analise, descrição, classificação e medida.
Explorar o ambiente em que vive.

CONTEÚDO
As Partes do Corpo/Higiene e Saúde/Órgãos do sentido.
Alimento/Culinária.
Plantas/Horticultura.
Animais.

ESTRATÉGIA
Explorar o meio em que estamos.
Confecção de cartazes, desenhos, figuras, fotos, atividades gráficas.
Pinturas colagens, recortes.
Horta.
Passeios, excursões.
Atividades com os próprios alunos (jogos e brincadeiras).
Músicas, histórias, diálogos, conversa dirigida, atividade com sucatas.
Alimentos (frutas, verduras, legumes).

AVALIAÇÃO
Avaliação contínua e diária através das atividades e exercícios realizados e executados pelos alunos, com a finalidade de desenvolver: interesse, atenção, cooperação, espontaneidade, aprendizagem, capacidades de observação, análises e etc.

INTEGRAÇÃO SOCIAL - OBJETIVO
Adaptar a criança à escola e à vida social.
Promover condições de um convívio agradável.
Desenvolver atitudes de polidez, respeito e cooperação.
Adquirir habilidades sociais.
Compreender a necessidade da cooperação de todos os membros da família e da escola, entre si.
Desenvolver: atividades e conhecimentos sociais, habilidades de disciplina, independência e habilidades quanto ao trabalho.

CONTEÚDO
Eu/Família.
Casa/Comunidade.
Escola.
Meios de Transporte/Meios de Comunicação.
Datas Comemorativas:
(Alguns exemplos) Carnaval, Páscoa, Dia do Índio, Dia das Mães, Festa Junina, Dia dos Pais, 07 de Setembro, Dia das Crianças, Primavera, Dia da Árvore, Natal e outros.

ESTRATÉGIA
Desenhos, cartazes, músicas, jogos, brincadeiras, atividades com sucata, folhas (atividades gráficas), pintura, recortes e colagens.
Festas, bailes, exposição, excursão ou passeios.

AVALIAÇÃO
Avaliação contínua através das atividades e exercícios realizados e propostos aos alunos, no qual se verifica o: interesse, assimilação, compreensão, aprendizagem, comportamento, espontaneidade, capacidade, cooperação, participação e a execução das atividade.

INGLÊS - OBJETIVO
Desenvolver algumas noções sobre a língua estrangeira (inglês).
Executar as atividades propostas com atenção, compreensão e aprendizagem.
Desenvolver a linguagem de palavras, pequenas frases e músicas.

CONTEÚDO
Cores.
Números.
Nomes de animais, alimentos, familiares, objetos, brinquedos, etc.
Músicas.

ESTRATÉGIA
Vídeo.
Cartazes.
Desenhos.
Atividades gráficas.
Pintura, colagem e recorte.

AVALIAÇÃO
Avaliação será feita através dos exercícios e atividades realizadas pelos alunos verificando a aprendizagem, assimilação e compreensão.
Pronúncia e o interesse.

OBJETIVOS SÓCIO-EMOCIONAIS
Desenvolve hábitos de asseio: pedir para ir ao banheiro, lavar as mãos, limpar o nariz, etc.
habituá-lo a usar os clichês sociais. Exemplo: Por favor, muito obrigado, com licença, etc.
Permitir que a criança seja independente.
Deixa-la explorar ao máximo os objetos e brinquedos.
Levar a criança a brincar com os outros do grupo.
Fazer com que a criança não fixe em um único colega.
Mante-la ocupada.
Levar a criança a participar das atividades de grupo.

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 32 blogger

Fichas de EVA com nomes para chamadinha

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Oie!

Se você ainda não fez sua chamadinha para este ano vai amar e com certeza vai querer fazer uma igual esta do Sapinho Colorido. Eu me amarrei na ideia, feita com EVA e papel. As fichas são ótimas tanto para realizar a chamada dos alunos, quanto para trabalhar com nomes próprios nos planejamentos e projeto de educação infantil que postei anteriormente.
Fichas de EVA com nomes para chamadinha

Para fazer imprima os nomes em papel e depois cole nas fichas de EVA, decoradas cada uma com menininhos e menininhas fofas... Um doce de trabalho!!! Para completar a fofurice, as fichas ganharam um lugar exclusivo para ficar: um suporte feito com garrafa pet e decorado também com EVA.
Fichas de EVA com nomes para chamadinha

DICA: Esta é uma ótima sugestão para economizar espaço!!!
Fichas de EVA com nomes para chamadinha
Gostou? Amou? Fiz os moldes...

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 8 blogger

Planejamento anual para Berçário

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Oi gente!!!

Estamos aqui para te auxiliar com a turminha do berçário. Para isto nada melhor do que compartilhar com vocês um Planejamento anual para esta fase, que é marcada pelo toque corporal, pelo tom de voz e expressão. Todas estas (re) ações constituem ponte para que o bebê ao observá-las possa interagir e agir sob o meio cultural que o cerca. Deste modo, atividades criativas são importantes canais de possibilidades de aprendizagem.

Objetivos
  • Transmitir ambiente acolhedor e seguro;
  • Trabalhar capacidades expressivas;
  • Desenvolver formas alternativas de consciência corporal;
  • Desenvolver formas alternativas de locomoção;
  • Relação de independência com o ambiente vivido;
  • Explorar e utilizar movimentos de preensão, encaixe, lançamento, etc;
  • Expressar sensações e ritmos corporais através do gestual e linguagem oral;
  • Desenvolver a audição, percepção e descriminação das diversas manifestações sonoras
Conteúdos
  • Cuidados básicos de higiene e saúde;
  • Participação em brincadeiras de “esconder e achar e em brincadeiras de imitação” 
  • Estimulação verbal, através de conversas, audição de músicas, sons de brinquedos, etc;
  • Estimulação na hora do banho com conversas, cantos, nomear partes do corpo, etc; 
  • Estimular e incentivar a criança na buscar de objetos com mãos, arrastando-se ou engatinhando até que consiga andar;
  • Estimulação tátil, através de carícias e afago;
  • Estimulação visual, através de objetos coloridos, vídeos e livros de histórias com sons e coloridos;
  • Incentivo e estimulação com brinquedos de encaixe;
  • Interesse e incentivo em alimentos e comer sem ajuda (segurar a mamadeira ou copinho comas mãos);
  • Trocas de roupas e fraldas sempre que necessário;
  • Músicas com gestuais e cantigas de roda;
  • Incentivo à oralidade com músicas, histórias, conversas, etc;
  • Realizações de pequenas ações cotidianas para que obtenha autonomia gradualmente;
  • Expressão e manifestação de desconforto ante a presença de urina e fezes;
  • Estimular a autonomia e identidade através do reconhecimento da imagem (atividade com espelho);
Movimento
  • É a partir do primeiro ano de vida que o bebê realiza conquistas no plano de sustentação do próprio corpo, representadas em ações como virar-se, rolar, sentar-se, etc. Estas conquistas antecedem e preparam o aprendizado da locomoção;
  • Oportunizar atividades pedagógicas através de gestos, posturas, ritmos para se expressar e se comunicar;
  • Explorar o movimento do próprio corpo em brincadeiras que envolva o canto;
  • Exploração do próprio corpo nas atividades de higiene como o banho, escovação de dentes e lavagem das mãos;
  • Atividades que permita a descoberta da própria imagem e do outro refletida no espelho;
  • Mímicas faciais e gestuais, caretas, imitação de bichos, onomatopeias, etc;
  • Brincadeiras de roda ou de danças;
Avaliação
A avaliação do movimento deve ser contínua, levando em consideração os processos vivenciados pelas crianças, constituindo-se em um instrumento de reorganização de objetivos, conteúdos, procedimentos, etc. Todo este trabalho deve ser feito através de observação e registro dos progressos dos pequeninos.

Música
  • A música é a linguagem que se traduz em formas sonoras capazes de expressar e comunicar sensações, sentimentos e pensamentos, por meio da organização e relacionamento expressivo entre som e o silêncio. 
  • Exploração de materiais e a escuta de obras musicais;
  • Imitação de sons vocais, corporais ou produzidos por instrumentos musicais;
  • Participação em brincadeiras que tenha músicas e jogos cantados;
  • Ouvir e cantar canções de ninar na tranquilização de bebês;
  • Interagir com brinquedos e materiais sonoros como guizos, chocalhos, blocos, sinos, tambores, etc;
Avaliação
A avaliação na área da música tem um caráter instrumental, ou seja, são consideradas como experiências prioritárias para a aprendizagem musical com atenção para o ouvir, expressar-se por meio de da voz através da melodia.

Artes Visuais
  • Ao final do primeiro ano de vida, a criança já é capaz ocasionalmente, manter ritmos regulares e produzir seus primeiros traços gráficos.
  • Ampliação do conhecimento de mundo manipulando e explorando diferentes objetos e materiais como texturas, tecidos, massinha de farinha de trigo, tinta a base de anilina e trigo, etc;
  • Observação e identificação de imagens diversas;
Avaliação
A avaliação na área da Artes deve explicitar as conquistas das crianças juntamente com as etapas de seu processo criativo na exploração de diversificados materiais e a possibilidade de expressar-se através dele.

Linguagem oral e escrita
  • As brincadeiras e interações que se estabelecem entre bebês e os adultos incorporam as vocalizações rítmicas, revelando o papel comunicativo, expressivo e social que a fala desempenha desde cedo. Um bebê de quatro meses que emite certa variedade de sons quando está sozinho, por exemplo, poderá, repeti-los nas interações com adultos ou outras crianças, como forma de estabelecer uma comunicação. 
  • Uso da linguagem oral em conversas e comunicação na manifestação de desejos, vontades, necessidades, sentimentos e diversas interações sociais presentes no dia-a-dia;
  • Observação e manuseio de materiais impressos como livros, jornais, revistas, etc;
  • Participação em situações de leitura de diferentes gêneros como histórias infantis, lendas, parlendas, etc;
Avaliação
A avaliação na área da Linguagem ocorre a partir de experiências com a utilização da linguagem oral para se expressar e a exploração de materiais escritos, interação verbal em conversas com seus pares, audição de histórias, etc.

Natureza e Sociedade
  • É importante que as crianças tenham contato com diferentes elementos, fenômenos e acontecimentos do mundo, sejam instigados por questões significativas para observá-los e explicá-los e tenham acesso a modos variados de compreendê-los e representá-los. 
  • Brincadeiras vinculadas a cultura;
  • Exploração e manipulação do ambiente natural (contato com plantas, animais areia, etc);
  • Interação social para a construção de uma visão de mundo natural significativa; 
Avaliação
A avaliação na área da Natureza e Sociedade é entendida como fonte valiosa de informação sobre o processo de interação social e o aprendizado na exploração do ambiente imediato, através da observação e manipulação de objetos. 

Matemática
  • Os bebês e as crianças pequenas estão começando a conhecer o mundo e estabelecer as primeiras aproximações com ele. As situações cotidianas oferecem oportunidades privilegiadas para o trabalho com a especificidade das idéias matemáticas. 
  • Utilização de contagem oral de números em músicas, jogos cantados, brincadeiras, etc para que as crianças reconheçam que estão presentes no cotidiano;
  • Comunicação de quantidades numéricas utilizando a linguagem oral;
  • Observação de escritas numéricas nos diferentes contextos em que se encontram;
  • Utilização de circuitos numéricos para engatinhar, rolar, andar, etc;
Avaliação
Já nesta área, também ocorre uma avaliação baseada em observação e registro considerando que a aprendizagem de noções matemáticas com crianças nesta faixa etária, está centrada na relação de diálogo entre o adulto e crianças na resolução de problemas, responder perguntas, registro e comunicação de qualquer ideia relacionada a Matemática. É considerado prioritário no registro avaliativo como ocorre o contato com números e a exploração dos espaços pela criança desta idade.

Daqui.

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 8 blogger

Planejamento anual para Maternal

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Oi!!!

Estou partilhando com vocês um modelo 'padrão' de planejamento para a turminha do maternal. É importante lembrar que este é somente um guia, você pode adaptar de acordo com sua escola e sua turma ou montar seu próprio planejamento. 
OBJETIVOS GERAIS
  • Desenvolver os movimentos amplos: saltar, pular, andar.
  • Desenvolver os movimentos finos que envolvam as mãos, adquirindo controle e expressão gráfica com a progressão de exercícios que irão auxiliar no futuro aprendizado da escrita e da leitura.
  • Desenvolver estímulos sonoros e auditivos através de operações concretas.
  • Ampliar vocabulário e linguagem como meio de comunicação, desenvolvendo a imaginação, criatividade, organização de idéias.
  • Identificação do nome próprio.
  • Identificação das letras do nome próprio.
  • Identificação das vogais.
CONTEÚDO
  • Coordenação Motora Ampla.
  • Coordenação Motora Fina.
  • Discriminação Auditiva e Visual.
  • Expressão Oral (histórias, contos, músicas, teatro, etc).
  • Estudo do nome próprio.
  • Estudo das letras do nome próprio.
  • Apresentação das vogais.
ESTRATÉGIA
  • Através de jogos, brincadeiras e atividades lúdicas envolvendo operações concretas.
  • Através de materiais pedagógicos, sucatas, brincadeiras, jogos e atividades visomanuais concretas (pinturas, desenhos, etc).
  • Utilização de recursos audiovisuais como: músicas, histórias, parlendas vídeo, CD, figuras, rótulos, livros, portadores de textos, etc.
  • Leituras, interpretações, cantos, conversas, brincadeiras, jogos, recursos audiovisuais, livros, materiais pedagógicos, etc.
  • Apresentação de crachás, fichas, cartazes, desenhos, jogos e brincadeiras, etc.
  • Fichas cartazes, desenhos, materiais pedagógicos, jogos e brincadeiras.
  • Materiais pedagógicos, brincadeiras, atividades visomanuais concretas, etc.
AVALIAÇÃO
Avaliação será contínua, através da observação diária da criança, no desempenho de suas atividades, no desenvolvimento da atenção, interesse assimilação e aprendizagem. O instrumento de avaliação será uma ficha de avaliação, que entregaremos aos pais durante as Reuniões.

OBSERVAÇÕES
CARACTERÍSTICAS: Aproximadamente 2 a 3 anos
  • Egocentrismo.
  • Descobertas: tato, movimentos, formas, pessoas, texturas, reprodução de sons, andar, comunicação, etc.
  • Coordenação Motora: abrir, fechar, empilhar, encaixar, puxar, empurrar, etc.
  • Fantasia, Invenção e Representação (imitação de situações conhecidas: escolinha, casinha).
  • Criatividade
TIPOS DE BRINCADEIRAS
  • Brincadeiras referentes à educação sensório-motora (sentir/executar).
  • Exploração, canto, perguntas e respostas, esconder.
  • Brincadeiras sem regras.
  • Brincadeiras com poucas regras simples.
  • Utilização das formas básicas de movimentos (andar, correr, saltar, rolar, etc).
  • Estimulação e motivação.
  • Atividades lúdicas.

MATEMÁTICA - OBJETIVO
  • Introduzir o raciocínio lógico, através de suas estruturas.
  • Desenvolver a lateralidade através de estímulos, motivações e atividades de coordenação.
  • Desenvolver a capacidade de situar cronologicamente os fatos para organizar seu tempo e suas ações, orientando-se também no espaço.
  • Desenvolver coordenação motora através de atividades lúdicas, concretas, pedagógicas e visomanuais.
  • Reconhecer e discriminar estímulos visuais, interpretando-os e associando-os.
  • Reproduzir seqüências e seriações, ex: ordenar objetos do mais alto para o mais baixo.
  • Reconhecer e discriminar numerais. Desenvolver contagem de 1 até 10.
CONTEÚDO
  • Estruturas lógicas: discriminação – comparação – identificação – cor – forma – tamanho – conjuntos – quantidade.
  • Conceito de lateralidade.
  • Orientação Temporal Espacial: antes/depois, atrás/na frente/no meio/entre, aberto/fechado, na frente/de costas, em cima/embaixo, em pé/deitado/sentado, longe/perto, direita/esquerda.
  • Coordenação Motora.
  • discriminação audiovisual.
  • Seqüência e seriação.
  • Numeração:
  • - Números de 1 à 5
  • - Contagem de 1 à 10
ESTRATÉGIA
  • Utilização de materiais pedagógicos, sucatas, figuras, livros, jogos, brincadeiras.
  • Brincadeiras lúdicas, materiais pedagógicos, atividades audiovisuais.
  • Através do uso de materiais concretos, materiais pedagógicos, jogos e brincadeiras, registro de atividades.
  • Jogos, brincadeiras, músicas, atividades lúdicas, materiais pedagógicos, registro de atividades.
  • Recursos Audiovisuais: rádio, CD, TV, vídeo, músicas, histórias, cartazes, fichas.
  • Cartazes, fichas, jogos, brincadeiras, materiais pedagógicos, atividades lúdicas e de registro.
  • Materiais pedagógicos e concretos, jogos, brincadeiras, cartazes, fichas, desenhos, etc.

AVALIAÇÃO
Avaliação será contínua, através da observação diária da criança, no desempenho de suas atividades, no desenvolvimento da atenção, interesse assimilação e aprendizagem. O instrumento de avaliação será uma ficha de avaliação, que entregaremos aos pais durante as Reuniões.

OBSERVAÇÕES
  • Devemos desenvolver na criança a capacidade de pensar logicamente.
  • Trabalhar problemas relacionados ao seu cotidiano para melhor entendimento do meio em que vive.
  • A Matemática pode ser considerada uma linguagem simbólica que expressa relações espaciais e de quantidade. Sua função é pois, desenvolver o “pensamento”.
  • A medida que brinca com formas, com quebra-cabeças e com caixas que cabem dentro de caixas, a criança adquire uma noção do conceito pré-simbólico de tamanho, número e forma. Ao enfiar contas em um barbante ou colar figuras, adquire a noção de seqüência e de ordem. E quando utiliza as palavras “não cabe” e “acabou”, vai adquirindo a noção de quantidade.
“Esse trabalho deve se muito concreto, baseado no manuseio de materiais. Isso permito que as crianças se famialiarizem mais facilmente com os conceitos matemáticos.”

ESTUDOS SOCIAIS - OBJETIVO
  • Estimular o conhecimento da história Brasileira, através das Datas Comemorativas.
  • Desenvolver noção de hoje, ontem e amanhã, bem com o dia, a noite a relação com espaço/tempo.
  • Identificar, nomear e reconhecer a família e sua importância.
  • Estimulação do meio ambiente físico.
CONTEÚDO
  • Datas Comemorativas: Carnaval, Outono, Páscoa, Dia do Índio, Dia das Mães, Festa Junina, Dia dos Pais, Folclore, Independência, Inverno, Dia dos Animais, Dia das Crianças, Dia dos Professores, Proclamação da República, Primavera, Dia da Árvore, Natal e outros.
  • Calendário (relação espaço tempo).
  • Família.
  • Escola (ambiente/colegas).
ESTRATÉGIA
  • Contar histórias sobre o significado das Datas Comemorativas e a produção de lembrancinhas que traduzam a data em questão.
  • Produção de Calendário e exercício do mesmo ao iniciar a aula (manhã e tarde), e aniversários das crianças.
  • Nomeação, explicação e cartazes, através de estimulação de situação problema que envolva o conceito família.
  • Jogos e brincadeiras que explorem o ambiente e colegas.
AVALIAÇÃO
Avaliação será contínua, através da observação diária da criança no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora. O instrumento de avaliação é uma ficha de observações que será entregue aos pais todo Bimestre.

CIÊNCIAS - OBJETIVO
  • Desenvolver capacidade de auto-higiene corporal.
  • Identificar, reconhecer, localizar e nomear partes do próprio corpo.
  • Estimulação dos 5 sentidos.
  • Estimular o cuidado com a natureza.
  • Nomear e reconhecer diferentes animais.
  • Discriminação entre liso e áspero.
  • Apresentação de diferentes alimentos, diferenciando de doce e salgados.
CONTEÚDO
  • Higiene Corporal (mãos, dentes, uso do banheiro).
  • Esquema corporal.
  • Órgãos dos sentido: olhos (discriminação visual), ouvidos (discriminação auditiva), tato, olfato e paladar.
  • Horticultura e jardinagem.
  • Animais.
  • Texturas (liso e áspero).
  • Alimentos.
ESTRATÉGIA
  • Incentivar o lavar as mãos, escovar os dentes e ir ao banheiro sozinho, sempre que necessário, através de músicas e histórias que despertem o interesse das crianças.
  • Utilizando quebra-cabeça, músicas, figuras, bonecas e nomeação que desenvolvam o reconhecimento do corpo humano.
  • Exercícios, atividades e jogos que desenvolvam a visão, audição, tato e gustação.
  • Plantação de mudas e flores.
  • Através de figuras, desenhos, gestos musicais e histórias.
  • Através de objetos que mostrem tais diferenças, estimulando jogos e atividades.
  • Apresentação de alimentos.
AVALIAÇÃO
Avaliação será contínua, através da observação diária da criança no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora. O instrumento de avaliação é uma ficha de observações que será entregue aos pais todo Bimestre.

ARTES - OBJETIVO
  • Incentivar e desenvolver o hábito de desenho, estimulando assim a fantasia da criança.
  • Estimulação de confecção de brinquedos através da sucata.
  • Estimular a coordenação da criança e a criatividade com o uso da argila e massinha.
CONTEÚDO
  • Artes: desenho livre e pintura.
  • Sucata.
  • Argila e massinha.
ESTRATÉGIA
  • Utilização de lápis, pincéis, cola com muito incentivo, estimulando a criança através de elogios.
  • Material de sucata e criatividade do professor.
  • Apresentação de argila e massinha.
AVALIAÇÃO
Avaliação será contínua, através da observação diária da criança no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora. O instrumento de avaliação é uma ficha de observações que será entregue aos pais todo Bimestre.

OBJETIVOS SÓCIO-EMOCIONAIS
  • Desenvolve hábitos de asseio: pedir para ir ao banheiro, lavar as mãos, limpar o nariz, etc.
  • Habitua-lo a usar os clichês sociais. Exemplo: Por favor, muito obrigado, com licença, etc.
  • Permitir que a criança seja independente.
  • Deixa-la explorar ao máximo os objetos e brinquedos.
  • Levar a criança a brincar com os outros do grupo.
  • Fazer com que a criança não fixe em um único colega.
  • Mantê-la ocupada.
  • Levar a criança a participar das atividades de grupo.

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 5 blogger

Brincadeira de adaptação - Chuvinha de papel

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Oi gente!!!

Esta é uma brincadeira muito divertida que tem por objetivo ajudar na adaptação e interação dos pequeninos. Vamos aprender???
Turminha do Instituto Infantil Cordeirinho.
Como que brinca?
Em roda, ao som de músicas calmas, a professora coloca papéis de diversas cores e texturas ao centro (jornal, revista, E.V.A., crepom, cartolina, entre outros). Ela também estimula os pequenos a manipularem e a rasgarem livremente os papéis. Em seguida, junta-se todos os papéis e joga-se para o alto, fazendo a chuvinha!

DICA: A professora pode participar das brincadeiras e se apresentar como a turma... Outra sugestão é que os pais permaneçam nos primeiros dias de aula na escola junto com os filhos para que a adaptação seja mais tranquila e não seja uma fase traumática para a criança.

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 3 blogger

03 dicas para adaptação no Maternal, creche e berçário

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Oi gente!!!

A decisão de matricular o filho na Educação Infantil pode ser a mais variada possível. Alguns pais precisam apenas de um lugar para deixá-lo, enquanto outros entendem que esse é o ambiente mais apropriado para os pequenos. Em resumo, os primeiros dias na creche costumam não ser fáceis. As mães ficam com o coração na mão e choram discretamente. A criançada abre o maior berreiro ao ver os adultos saírem pela porta. Postamos aqui 03 dicas INDISPENSÁVEIS para te ajudar a resolver este problema, confira!
03 dicas para adaptação no Maternal, creche e berçário


01 - Peça fotos das crianças com os parentes, os animais de estimação e os brinquedos preferidos. É importante que elas encontrem objetos pessoais na escola. Isso dá a sensação de extensão de casa na instituição. Escolha um canto, coloque um tapete colorido de EVA no chão e espalhe almofadas e brinquedos devidamente identificados. Em paralelo, confeccione um painel com as fotos. Tire cópias coloridas e as fixe em cartolina. Por fim, coloque o mural na parede numa altura acessível ao grupo.

02 - Depois, corte ao meio folhas coloridas de tamanho A4 e cole as fotos em cada pedaço. Digite as legendas no computador e imprima em papel branco. Nelas, o nome das pessoas e a situação: 'Pedro com seus avós no parque'. Para garantir mais durabilidade, envolveu as folhas com plástico adesivo transparente. Com o furador, faça dois orifícios em todas as páginas e as una com barbante. Na capa, escreva "Eu e minha família". Como a intenção é deixar ao alcance da criançada, tome o cuidado de não usar grampeador nem fio de náilon para não causar machucados.

03 -Todos os dias, alguém chega com um brinquedo para juntar ao canto. Reúna a turma numa roda, faça a chamada e mostre o novo objeto. Conte quem trouxe e estimule o empréstimo, mas nem sempre você será atendida. Quem não quer compartilhar deve ser respeitado. Dessa maneira, fica entendido o que pertencia a quem. O mesmo acontece com a inserção de fotos inéditas, com destaque para o nome e as peculiaridades de cada família.

Não se esqueça: Para amenizar o sofrimento das famílias, é preciso mostrar que as crianças ficam bem na creche.

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 3 blogger

Projeto Adaptação Escolar para Educação Infantil

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Oi amigos do blog Gente Miúda!

Estou passando para postar mais um Projeto para sua Volta às aulas! O Projeto Adaptação Escolar é voltado para a turma da Educação Infantil podendo ser adaptado para a faixa etária que você trabalha, com  o objetivo de promover uma boa adaptação. Confira abaixo!
Projeto Adaptação Escolar para Educação Infantil
Objetivo
Promover uma boa adaptação.

Conteúdo
  • Familiarização com o novo ambiente;
  • Percepção de si e dos demais que dividem o mesmo espaço;
  • Separação da família com tranqüilidade por uma parte do dia.
Tempo
Aproximadamente dois meses, com atividades diárias.

Material
Fotos da criança com a família, com animais de estimação, objetos de apego (brinquedos, “paninhos”, peças de roupas, etc.), contact, color-set, máquina fotográfica, caixa de papelão.

Organização do ambiente
As crianças deverão ser reunidas diariamente para a apresentação dos novos objetos. As fotos serão apresentadas às crianças, a princípio, individualmente. Após a familiarização de todos com suas próprias fotos, a intenção será a de socializar o acervo.

Desenvolvimento
• 1ª Etapa: Pedir fotos em que a criança apareça com familiares e animais de estimação. Solicitar também os objetos de apego de cada um. Tudo deverá ser devidamente identificado como o nome da criança e ficará na creche para permitir que os pequenos usem o material sempre que sentirem necessidade;

• 2ª Etapa: Aproveitar os momentos de permanência dos pais na creche para colher informações sobre a rotina caseira. Exemplo: dicas de acalanto, banho, etc;

• 3ª Etapa: Confeccionar uma caixa que ficará conhecida por conter pertences trazidos de casa. Sempre que surgir um objeto novo, as crianças serão reunidas para que este seja apresentado. As crianças serão estimuladas a manipular/explorar o novo objeto, introduzindo a ideia de que os pertences podem ser emprestados. Com o tempo, as fotos também poderão ser socializadas de maneira a descrever os integrantes de cada família e estimular que cada criança reconheça a sua. Observar as reações e registrá-las por meio de fotos. 

• 4ª Etapa: Fixar as fotos trazidas pelas famílias no chão do espaço em que as crianças permanecem a maior parte do tempo. As fotos deverão ser protegidas com contact que preserva as imagens e facilita a limpeza do local. Dessa forma, ao engatinhar, as crianças terão acesso ao “mural de fotos” com imagens de todo o grupo e poderão matar as saudades de seus familiares. Essa atividade ainda contribuirá para o desenvolvimento da noção de identidade (ao reconhecer-se nas fotos) e também da idéia de coletividade (ao reconhecer, da mesma forma, seus colegas).

Avaliação
Observação constante do comportamento dos pais e das crianças no momento da despedida e principalmente no decorrer do dia. Durante a observação das fotos, atentar-se a manifestações de saudades como choro ou sorrisos. Anotar as reações no decorrer do período de adaptação, atentando-se às evoluções.

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 0 blogger

Brincadeiras de Adaptação para 05 Anos

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Oi pessoal!

A fase de adaptação, logo no início no ano as vezes não é tão fácil!!! Por isto estamos postando várias atividades, brincadeiras e dicas para  ajudar as crianças de 5 anos a se adaptarem a escola. Confira!

PÁTIO ARRUMADINHO
Idade5 anos.
Tempo - 30 minutos, duas vezes por semana, durante o ano todo.
Espaço - Sala de aula e pátio.

Material
Sacos de lixo, cestas e caixas.

Objetivos
Compartilhar a responsabilidade pelos espaços comuns, mover-se com autonomia e preservar o espaço escolar.

Descrição
Convide as crianças a voltar para o pátio depois do recreio. Peça a elas para observarem como ficou o espaço, se há objetos fora do lugar e quais são, se há lixo jogado no chão etc. Volte para a sala e converse com a turma sobre o que foi visto. Discuta com o grupo a possibilidade de criar uma rotina para que o pátio esteja organizado e limpo no final de cada recreio. Proponha às crianças que formem pequenos grupos responsáveis pela manutenção do espaço depois de todos irem embora. Em seguida, a turma recolhe os objetos encontrados e os guarda em uma caixa de achados e perdidos que fica exposta na escola ou passa pelas salas contando o que encontraram e perguntando quem são os donos dos brinquedos perdidos. Nesse momento, eles contam aos colegas das outras salas sobre a preocupação com o espaço externo e aproveitam para compartilhar idéias para mantê-lo organizado e limpo. É importante que este seja um trabalho que se estenda pelo ano todo, pois os valores precisam de tempo para serem interiorizados.


UMA TRILHA DIFERENTE
Idade5 anos.
Tempo - 30 minutos (somente para o jogo).
Espaço - Sala de aula ou pátio.

Material
Cartolina ou papel-cartão colorido e canetas hidrográficas de diversas cores (para a confecção do tabuleiro), dado, materiais diversos para a confecção dos pinos personalizados (massinha, EVA, espuma, cartolina, cortiça etc.), tesoura, cola e fita crepe.

Objetivo
Aprender a elaborar e respeitar regras que façam sentido para todos os integrantes do grupo.

Descrição
Apresente um jogo de trilha que sirva de modelo para as crianças. Discuta com elas que regras o novo jogo terá (por exemplo, em que ocasiões se pode pular duas casas, ficar uma vez sem jogar, voltar ao início, jogar o dado novamente etc.), qual o formato e o tamanho da trilha, as cores E a ordem das de casas, entre outros itens. Peça para todos escolherem de que etapa da construção do jogo participarão: recorte de cartolinas, elaboração das letras e números que integrarão cada casa, colagem dos materiais, construção do próprio pino com o material que desejar. Pronta a trilha e o pino de cada um, combina-se o critério para a ordem dos jogadores na partida, com base também nas sugestões da turma (ordem alfabética, valor do dado etc). O jogo inicia com a primeira criança jogando o dado e seguindo pelo tabuleiro com seu pino até a respectiva casa. A criança seguinte faz o mesmo e assim por diante. Quem chegar em primeiro lugar ao fim da trilha vence a partida.


NOMES EM JOGO
Idade5 anos.
Tempo - Diariamente
Espaço - Sala de aula

Material
  • Caça-palavras e Cruzadinha – folhas de caderno, caneta esferográfica e lápis; 
  • Forca – giz e quadro; 
  • Memória – Pedaços quadrados de papel-cartão com 6 centímetros de lado, caneta hidrográfica preta, lápis de cor ou fotos 3x4 de cada criança.
Objetivo
Ler e a escrever usando os nomes próprios por meio de jogos.

Descrição
Caça-palavras
Em uma folha de caderno, escreva com letra bastão maiúscula os nomes das crianças na horizontal e na vertical. Não vale colocar na diagonal e nem escrevê-las de trás para frente. Preencha os espaços em branco aleatoriamente com outras letras. Faça uma lista com os nomes que as crianças devem achar. Tire cópias suficientes para todos, distribua e peça para descobrirem os nomes no emaranhado de letras.

Cruzadinha
Calcule quantos espaços serão necessários para escrever o nome de um de seus alunos e desenhe em uma folha de caderno, na horizontal, os quadradinhos correspondentes. Por exemplo: para escrever Pedro, serão necessários cinco quadrados. Pense em outra criança que tenha no nome uma letra igual ao da primeira. Por exemplo, Daniela. Desenhe na vertical, a partir da letra “d” de Pedro, seis quadradinhos. Faça o mesmo com outros nomes. Numere cada seqüência no diagrama e, em uma coluna ao lado, indique os números e os nomes que você quer que as crianças escrevam nos quadrinhos. Vale também dar algumas características dos donos dos nomes conhecidas pelo grupo. Tire cópias e distribua.

Forca
Esse jogo deve ser feito coletivamente. Você pensa no nome de alguém da turma e desenha uma linha pontilhada com um número de traços correspondente ao de letras desse nome. Ao lado, desenha uma forca. As crianças chutam quais letras podem compor o nome. Quando acertam, você põe a letra no lugar. Quando erram, você desenha uma parte do corpo de um boneco pendurado na forca. Quando ele estiver completo, significa que a classe perdeu e você ganhou. Quem adivinhar a palavra primeiro vai para o quadro propor um novo desafio.

Memória
Distribua dois cartões em branco para cada criança e peça que ela escreva o próprio nome em ambos. Se houver integrantes da turma que ainda não sabem escrever, dê um modelo para que copiem. Cada um escreve o próprio nome nos dois cartões e desenha um auto-retrato ou cola a própria foto em um dos cartões. Recolha os cartões, divida a classe em grupos e redistribua o material. Cada grupo deve receber os cartões com seus nomes. As crianças embaralham os cartões virados para baixo e escolhem quem inicia a partida. Cada jogador deve, na sua vez, localizar o par. Ganha quem terminar o jogo com mais pares descobertos.

Créditos para: Mabilee

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |

Pesquise o que está procurando AQUI, não use acento!

Custom Search
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...