Pesquise - Não use acento nas palavras para pesquisar

Custom Search

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

facebook 5 blogger

Lembrancinha fácil: lagartas no lápis

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Sugestão de atividade para colocar em seu projeto de educação infantil para volta às aulas ou primavera: lembrancinhas feitas com papel ou EVA, com moldes!


Estas lagartas de papel são super fáceis de fazer com a turma... tem moldes pra facilitar ainda mais, acrescente a ideia em seu projeto Bichinhos de jardim ou trabalhe o livro "A primavera da lagarta" de Ruth Rocha.
lembrancinha para primavera ponteiras para lápis com papel

Mas esta com rabinho também tá coisa mais linda do mundo...
lembrancinha para primavera ponteiras para lápis com papelClique para ampliar o molde!

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 1 blogger

Lembrancinha para volta às aulas - Porta Pirulitos

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Oie gente linda!

Para quem quer fazer uma lembrancinha diferente para presentear os alunos na volta às aulas, sugerimos estes lindos porta pirulitos, feitos em EVA. Você pode escolher entre os vários estilos de rostinhos, temos várias sugestões nos moldes. Estão muito fofos não é verdade? 

A sugestão é da Petilola, coisa mais linda do mundo, amo estas dicas!
Pra quem quer fazer, é bem simples! É só recortar os moldes dos rostinhos das crianças que postei no fim deste post e passar para o EVA. Depois cole-os na capinha do pirulito já recortada. Coloque o pirulito dentro e cole as bordas. Agora é só amarras com uma linda fitinha! Clique nos moldes para ampliar!

Bom trabalho!!!

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 4 blogger

Projeto de Socialização - Maternal I e II

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Durante o processo de socialização na escola, a criança começa a se dar conta que não é o centro do universo e que há regras para uma convivência saudável, que precisam ser obedecidas e respeitadas. Este projeto tem por objetivo te ajudar nesta importante tarefa.
Professora Myrian Pires e sua turminha.
Clique nos links para ver o projeto

Aproveitem!!!
Veja também: Atividades para berçário. São idéias fantásticas pra você mesma fazer... Bjocas!

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 0 blogger

Atividades de Adaptação para 04 Anos

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

Olá!!!
Algumas atividades e dinâmicas para crianças a partir de 4 anos para te ajudar nesta fase de adaptação. Aproveitem!

LEITURA DE HISTÓRIAS
Idade - A partir de 4 anos.
Tempo - Cerca de uma hora.
Espaço - Biblioteca ou canto de leitura.

Material
Tapete e/ou almofadas e/ou tecido, livros com histórias que tenham relação com os sentimentos das crianças durante o período de adaptação.

Objetivos
Falar dos próprios sentimentos.

Preparação
Se a sua escola não tem uma biblioteca ou um canto de leitura, monte você mesmo o espaço em sua sala de aula. Providencie um tapete e almofadas para espalhar pelo chão e um pequeno acervo de livros.

Descrição
Reúna as crianças e leia histórias previamente escolhidas, de acordo com seu objetivo. Para falar de abandono, por exemplo, você pode contar João e Maria. Depois, se perceber que as crianças estão dispostas a falar, incentive-as a exprimir seus sentimentos.

FAZ-DE-CONTA
Idade - A partir de 4 anos.
Tempo - De uma a duas horas.
Espaço - Brinquedoteca ou sala de aula.

Material
Kits com objetos que alimentem o jogo simbólico. Exemplos de kits: carrinho de supermercado infantil com embalagens de alimentos ou produtos de higiene pessoal e limpeza, todos limpos; fantasias; maleta com ferramentas que imitem as utilizadas em oficinas mecânicas; caixa com utensílios de cozinha; bolsa com escovas e pentes de cabelo, potes de creme e xampu.

Objetivos
Brincar com os colegas e expressar os sentimentos quanto ao processo de adaptação por meio de diferentes papéis.

Descrição
Coloque os kits espalhados em diferentes pontos da sala. Deixe as crianças explorarem os kits, escolhendo livremente os papéis que pretendem desempenhar e os colegas com quem desejam brincar. Acompanhe atentamente o enredo das histórias criadas durante a brincadeira. Você pode perceber se elas expressam sentimentos relacionados ao período de adaptação e ajudá-las posteriormente, ao planejar outras atividades.

CANTINHOS DE BRINCADEIRA
Idade - A partir de 4 anos.
Tempo - De 1 a 2 horas.
Espaço - Sala de aula.

Material
Indicado depois de conversa com os pais.

Objetivo
Adquirir segurança por meio da vivência do que já é conhecido.

Descrição
Pergunte aos pais das crianças quais são as brincadeiras de que elas mais gostam. Depois desse levantamento, agrupe as atividades que mais se assemelham às mencionadas em cantos distintos espalhados pela sala. Exemplo: num espaço, você pode colocar mesinhas com papéis e lápis para desenhar, deixando que se reúnam lá as crianças que gostam desse tipo de atividade. Em outro canto, agrupe carrinhos de brinquedo; no meio da sala, ponha bonecas. As crianças procurarão as atividades a que estão acostumadas em casa, sentindo-se seguras. Pode-se também, simultaneamente, apresentar uma nova atividade num outro lugar da sala.


ARTES VISUAIS 

DESENHO EM ESCALA
Idade - A partir de 4 anos.
Tempo - De 15 a 30 minutos.
Espaço - Sala de aula.

Material
Papéis, lápis preto, borracha, lápis de cor.

Objetivos
Refletir sobre a própria produção artística, organizando pontos, linhas e traçados no papel; e desenvolver visão espacial e noções de proporção.

Descrição
Peça às crianças que cada uma faça um desenho. O tema é livre. Com as produções prontas, proponha que copiem seus próprios desenhos em escala maior ou menor. Para isso, ensine a elas como ampliar ou reduzir utilizando um papel quadriculado.

ARTE DA OBSERVAÇÃO
Idade - A partir de 4 anos.
Tempo - De 15 a 30 minutos.
Espaço - Sala de aula.

Material
Diferentes tipos de papéis, canetas ou tintas, reproduções de obras de artistas.

Objetivos
Desenvolver a percepção e a capacidade de representação de figuras, estimular a imaginação, a memória e a criatividade.

Descrição
Convide as crianças a criar uma obra de arte com base em um modelo. Pode ser a cena de um filme, uma paisagem, um objeto presente em sala de aula ou, mesmo, detalhes do próprio corpo, como o formato dos pés e das mãos, por exemplo. Destaque o fato de que a representação artística é diferente de uma foto; mostre exemplos de temas retratados de formas e em estilos bastante diferentes por vários artistas. Depois, exponha os trabalhos da turma num varal ou numa parede da sala de aula e converse com o grupo sobre o resultado final, destacando (e valorizando) as diferenças nas várias formas de ver e representar a realidade.

Créditos para Mabilee.

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |
facebook 6 blogger

13 brincadeiras para volta às aulas

Faça um Curso Pedagógico | Curta no facebook | Siga no twitter

  • Onça Dorminhoca 
Formar com o alunos uma grande roda. Cada criança fica dentro de um pequeno círculo desenhado sob os pés , exceto uma que ficará no centro da roda, deitada de olho fechado . Ela é a Onça dorminhoca. Desenvolvimento: Todos os jogadores andam a vontade, saindo de seus lugares , exceto a onça dorminhoca que continua dormindo. Eles deverão desafiar a onça gritando: "Onça dorminhoca"! Inesperadamente, a onça acorda e corre para pegar um dos lugares assinalados no chão. Todas as outras crianças procuram fazer o mesmo. Quem ficar sem lugar será a nova Onça dorminhoca. Sugestão: O professor poderá proporcionar um e sudo sobre a onça, de acordo com o interesse das crianças : Quem já viu uma onça? Aonde? Quando? Como ela é? Como vive? O que come? Quem quer imitá-la? Confeccionar uma máscara de cartolina ou papelão para aquele que fará o papel da onça. Partindo deste estudo, a criança, quando for desenvolver a atividade, criará um personagem seu relativo à brincadeira.
  • Corrida do Elefante
As crianças andam à vontade pelo pátio. Uma delas separada, utiliza um braço segurando com a mão a ponta do nariz e o outro braço passando pelo espaço vazio formado pelo braço. (Imitando uma tromba de elefante). Desenvolvimento: Ao sinal, o pegador sai a pegar os demais usando somente o braço que está livre ( O outro continua segurando o nariz ). Quem for tocado transforma-se também em elefante, logo, em pegador, adotando a mesma posição. Será vencedor o último a ser preso. Sugestão: A crianças , durante a brincadeira podem caminhar como um elefante.
  • Gangorra
Dois jogadores sentam-se, um de frente para o outro, e apoiam as plantas dos pés . Eles devem segurar um bastão com as duas mãos . Ao soar o sinal, eles devem puxar o bastão cada um para seu lado tentando tirar o amigo do chão. Aquele que conseguir levantar o amigo ganha. Troque os pares e comece de novo. Faça com que as crianças sintam o peso do amigo que está na frente, observem a força que têm que fazer para levanta-lo, o músculo que se movem para que isso aconteça. Se você tiver um bastão grande, coloque três crianças de cada lado, o grupo que conseguir levantar o outro, ganha.
  • Quem é o fantasminha?
Dividir a turma em duas equipes . Uma deverá sair do local. Dado o sinal, a equipe que estiver fora mandará uma criança coberta com um lençol. A equipe tentará descobrir quem é a criança escondida. Se acertar, marca dois pontos .
  • Jogo da risadinha
As crianças em círculo. Dado o sinal, um jogador dará uma risada. O companheiro da sua esquerda dará duas risadas . O terceiro, três risadas . E assim, sucessivamente. Quem não seguir a seqüência sairá do jogo.
  • Rouba rabo 
Os jogadores estarão no pátio, cada um com um rabo de barbante preso atrás . Dois jogadores serão o pagadores . Ao sinal eles deverão tirar o rabo da criança . Quem conseguir pegar mais rabos será o vencedor.
  • Dança dos banquinhos
Fazer uma roda com banquinho e em número inferior(-1) ao número de criança Participante. Colocar uma música para tocar e todas começam a correr ou a dançar ao redor do banquinho, com a mão para trás, bem perto dele . Em dado momento, parar a música e cada criança deverá a sentar- se no banquinho que estiver mais próximo. Uma delas ficará sem assentar, devendo sair levando um banquinho. O jogo recomeça. Ganha a criança que conseguir a posse do último banquinho.
  • Voa, não voa...
As crianças estarão assentadas em círculo. O professor falará o nome de uma ave, e as crianças deverão mover os braços e as mãos como se estivessem voando. Quando o professor falar o nome de algo que não voa, as crianças deverão ficar com os braços e mãos imobilizados. Quem errar sai da brincadeira ou paga uma prenda. Ex: " Borboleta voa? (Todos imitarão o voo.) Jacaré voa? (Todo deverão ficar imóveis). O professor deverá usar sua habilidade para enganar as crianças .
  • Qual a criança diferente?
Formar um círculo com as crianças. Uma ficará fora da roda, voltada para a parede. Desenvolvimento: as crianças que estão na roda devem ficar na mesma posição, menos uma, que fica diferente das outras. Depois, a criança que estava de fora da roda deverá descobrir quem está diferente, devendo dizer a diferença notada. Escolhe-se outra criança para sair da roda, continuando a brincadeira.
  • Um, dois, três e já! 
Risca-se no chão uma linha de partida e, a uma certa distância, uma linha de chegada. As crianças devem ficar atrás da linha de partida. Desenvolvimento: ao sinal de partida " um, dois e três"; as crianças correm para a frente até ouvirem a ordem "pare". Nesse momento, todos param a corrida e ficam parados no lugar. Novamente é repetida a ordem "um, dois e três  para ser, algum tempo depois, paralisada, continuando até que todos cheguem à linha final.
  • Correndo do canguru 
Preparação: crianças ao lado das outras em linha reta colocadas a uns 10 m de distância da linha de chegada (riscar com giz a linha de chegada). Desenvolvimento: o professor deve dar o sinal e as crianças saem pulando como canguru, até a linha de chegada. Repetir a corrida pulando sobre a outra perna.
  • O gato e o rato 
Os alunos serão divididos em dois grupos: gato e rato . Iniciado o jogo, os ratos deixarão cair, por onde andarem, papel picado. Os gatos deverão ir atrás dos ratos recolhendo os papéis picados. A criança que recolher mais papéis vencerá o jogo.
  • Cadeiras com sapatos 
Ao sinal, o participante de olhos vendados , devem engatinhar procurando tênis ou sapato (que foram espalhados anteriormente), e a medida que são achados vão sendo colocados nos pés das cadeiras. Será considerado vencedor quem colocar mais calçados nos pés.

| Nossa Política de Privacidade | Conheça o blog Atividades para Maternal |
A maioria das imagens recebo por email em grupos de troca... Caso tenha alguma foto sua aqui sem os créditos, avise-me que colocarei, ou se for o caso, retiro da postagem. |folhaide@gmail.com|Gente Miúda |

Pesquise o que está procurando AQUI, não use acento!

Custom Search
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...