Como estudar em casa: 8 hábitos essenciais

14 Set de 2016
Oieee amores!!!
O estudo anda improdutivo? Veja 8 hábitos que podem acabar com isso.  Ainda no clima das férias? Estudar em casa pode ser a pior escolha que alguém pode fazer achando que vai conseguir ter mais concentração em relação à escola. Isso é possível, se estivermos falando de uma pessoa que tem facilidade para se concentrar no que está querendo absorver. Essa, entretanto, não é a realidade da grande maioria dos estudantes.

Para muitos, o fato de sentar e tentar estudar em casa é um verdadeiro martírio e para explicar isso temos a impaciência, a falta de vontade ou interesse pelo conteúdo e nossas distrações diárias em casa. Se você também está tendo dificuldades para estudar ou se já estiver estudando, mas de forma improdutiva, trouxemos hoje 8 dicas que vão ajudá-lo a organizar-se melhor, esquecer de todo o resto  e começar a focar somente no aprendizado.
1.       Crie um ambiente de estudos apropriado – Nosso cérebro funciona muito melhor quando somos estimulados por fatores externos e isso também se aplica aos bons hábitos. Você pode separar uma área da casa onde se identifica para concentrar-se em suas tarefas. Esse lugar deve ser calmo, bem iluminado e confortável.
2.       Não basta estudar, é preciso praticar – Estudar é algo que todo mundo faz, mas aprender, poucos conseguem. O ato de aprender só se concretiza quando pegamos o que absorvemos teoricamente e colocamos à prova através da prática. Você pode optar por plataformas online – https://preply.com/pt/ – para encontrar experts em idiomas e professor particular de matemática, física, química e diversas outras matérias ou reunir outros alunos para um estudo em grupo, além de usar a tecnologia a seu favor.
3.       Conheça a forma mais fácil – Muita gente fica dando murro em ponta de faca por meses e não sabe onde está a causa de sua desatenção. O ideal é escolher seu estilo de estudos, ou seja, aquele que não te cansa ou te dá dores de cabeça. Você pode procurar recursos visuais, como vídeos e gráficos.
4.       Cuide de sua saúde física e mental – Quem está se sentindo enjoado, com dor de cabeça, gripado ou com a mente cansada, consequentemente, não vai estudar bem. O ideal é cuidar de seus hábitos a fim de não ficar exausto ao longo do dia. Relaxe, exercite-se, alimente-se de forma equilibrada e durma bem.
5.       Revise o que aprendeu anteriormente – Aprender não é só uma questão de absorver um conhecimento e partir para o próximo. Para conseguir fixar o que está sendo aprendido, deve-se exercitar o conteúdo. Isso se aplica tanto a línguas quanto a disciplinas escolares ou práticas musicais, esportivas e artísticas.
6.       Anote o que for mais relevante – Esse é um hábito bastante útil e ajuda o aluno a separar o que lhe é mais importante. Faça listas, provas e trabalhos com o conteúdo. Não importa onde e como vai fazer isso. O que importa é anotar as coisas que você mais esquece e que são importantes para o aprendizado.
7.       Organize seus estudos com cores – Esse é um método antigo e era feito com canetas nas escolas. Hoje, com os aparelhos digitais, existem as etiquetas. Separando o conteúdo com cores, por exemplo, você vai identificar com mais facilidade o que precisa melhorar e onde parou ou deve progredir num contexto geral.  
8.       Medite por 15 minutos antes de estudar – Quando falamos sobre meditação, lembramos dos monges tibetanos em montanhas, não é mesmo? A meditação já é praticada em empresas e escolas do mundo todo e ajuda a mente a relaxar e apagar aqueles pensamentos ansiosos que nos atrapalham na hora dos estudos.

2 Comentários

    Telma Pião 30 de janeiro de 2017 às 10:05

    Ameeei e vou tentar aplicar suas dicas.

    Telma Pião 30 de janeiro de 2017 às 10:05

    Ameeei e vou tentar aplicar suas dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*
*