O Livrinho Falante – História

02 Jan de 2007

O Livrinho Falante

Todo belo e ilustrado,
garboso e interessante,
o Letrinhas Amigas era um livro,
que também era falante!

Encapado e bem cuidado,
não tinha nem mesmo um borrão,
o seu dono chamava-se Pinguinho,
e o tratava com amor e dedicação…

Pinguinho e Letrinhas eram amigos de coração,
e Pinguinho, dele muito se orgulhava,
pois tudo que ele sabia era o Letrinhas lhe ensinava.
Onde quer que ele fosse, era grande a emoção.

Pois todas as crianças queriam ver,
o livrinho amigo falante, que lhes ensinava a ler.

Pinguinho e Letrinhas Amigas,
era tão lindo de se ver…
aquele amor tão bonito,
que ajudava e fazia o Pinguinho crescer.

Suas letrinhas falantes, suas figuras coloridas,
e eles dois conversavam, como é bonita a vida!

Um dia, depois da escola,
antes de Pinguinho deitar,
Letrinhas pediu-lhe que ouvisse
a história que ia contar,
e Pinguinho, muito atento,
parou para escutar:

Era uma vez uma escola,
cheia de livros coloridos,
mas viviam encostados,
pois não tinha nenhum amigo.

As crianças não os amavam,
os riscavam e maltratavam,
eram mal cuidados e sujos…
Por isso, viviam calados dentro do seu próprio mundo,
e de tanto não serem amados,
os livrinhos ficaram mudos!

Mas, quando foi um belo dia,
sem as crianças perceberem,
receberam a visita honrosa da Amiga do Saber.

E, juntando a criançada ela os fez perceber,
que seus livrinhos calados,
do seu amor precisavam para poder viver…

Lhes disse que todo livro,
é cheio de coisas interessantes…
mas precisam ser amados,
pra poderem ser falantes.

Desse dia em diante,
as crianças passaram a amar os seus livrinhos,
e descobriram contentes,
que eram todos iguais aos do Pinguinho!

E fizeram uma grande festa,
onde todas as crianças foram convidadas,
e o Letrinhas e Pinguinho foram apadrinhados.

As cortinas do palco se abriram,
que cena linda e emocionante!
Uma fila enorme de livros desfilando, bem galantes,
cada um trazia um cartaz bem colorido!
e o Letrinhas, à frente, com um sorriso bem contente.

Em cada cartaz,
tinha escrito com letrinhas dançantes:

“CRIANÇAS AMEM SEU LIVROS,
POIS TODOS NÓS SOMOS FALANTES!”

II PARTE DA HISTORINHA

E a cortina do palco fechou,
todos aguardavam ansiosos a segunda parte…
pois era a vez dos livrinhos falantes,
mostrarem a sua arte.

Formando todas as vogais,
cada livro sua letrinha ensinava…
Enquanto as crianças alegres repetiam,
o que os livrinhos falavam.

Era hora de emoção,
chegou a hora da apresentação!

A letrinha A, foi a primeira à entrar:

EU SOU A VOGAL A,
SOU IMPORTANTE DE VERDADE
COMIGO VOCÊS ESCREVEM
O AMOR E A AMIZADE.

EU SOU A VOGALZINHA E,
SOU UMA LINDA LETRINHA…
E NA HORA DO SEU LANCHE,
ESTOU NA SUA EMPADINHA.

EU SOU A VOGAL I,
SOU O I DE INDIOZINHO.
QUE SABE ATIRAR SUA FLECHA,
E VIVE TODO PINTADINHO.

E EU SOU A VOGAL O
SOU REDONDA, REDONDINHA,
E TENHO UMAS PERNINHAS
COMO O ÓCULOS DA VOVÓ.

EU SOU A ÚLTIMA VOGAL,
SOU A LETRINHA U…
COM ELA SE ESCREVE UVA,
E SE É VERDE OU VERMELHINHA,
É TUDO UMA GOSTOSURA!

Aplausos enchiam a escola,
a festinha terminou!
e os livrinhos deram as mãos,
agradeceram os aplausos e saíram do palco,
chorando de alegria e emoção!

Socorrinha Castro

Artigos Relacionados

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*
*

mautic is open source marketing automation